NOTÍCIAS

Dom Pedrito – Agentes da Susepe aderem à paralisação

Na avaliação do diretor do Presídio Estadual de Dom Pedrito, Ricardo Ribas Almeida, oscila entre 60 a 80% a paralisação dos agentes da Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) no município, movimento deflagrado na terça-feira (25), e se estenderá, segundo o previsto, até o dia 2 de abril. A mesma fonte revelou que, na região, também aderiram ao movimento servidores dos presídios de Bagé e Uruguaiana.

 

Como consequência, não está havendo transferência de presos, nem escolta para audiências no Fórum, e também as visitas aos apenados, realizadas às quartas-feiras e domingos, ficam restritas a parentes de primeiro grau, que ainda não podem levar quaisquer objetos ou alimentos para os presos, uma vez que não estaria sendo feita a revista nesse material.

 

Por outro lado, o administrador garante que o primeiro dia de paralisação não impediu que a rotina na casa penal fosse praticamente normal, apenas com o “freio de mão puxado”, conforme definiu. Exemplo disto foi à realização do PAD (Procedimento Administrativo Disciplinar), com a presença no presídio do poder Judiciário, Promotoria de Justiça e Defensoria Pública, como costuma acontecer frequentemente, quando os detentos que cometeram ilícitos dentro do estabelecimento são julgados no próprio local onde cumprem suas penas.

 

Na pauta de reivindicações estão demandas como: redução do tempo de serviço das servidoras do sexo feminino, denominado de ‘aposentadoria especial’, dos atuais 30 anos para 25 anos; maior efetivo para a Susepe e reajuste salarial de 15% para toda a categoria, além da agilização das promoções por merecimento.

 

Embora admitindo a legitimidade do movimento, o administrador Ricardo Almeida qualifica a paralisação como de motivação política, considerando que no atual governo foram concedidos benefícios como aumento salarial de mais de 216%, a redução do tempo de aposentadoria para agentes do sexo masculino de 35 para 30 anos, e ainda levando-se em conta que o governo já deflagrou processo de concurso para aumentar o efetivo da Susepe, cujas inscrições estão abertas até o dia 10 de abril, com previsão de nomeação de 1400 agentes, sendo 602 em um primeiro momento, além de técnicos superiores (psicólogos e assistentes sociais). Já com relação às promoções, aquelas que foram prometidas em fevereiro passado estão para sair a qualquer momento, argumentou Ricardo ao Portal Qwerty de Notícias.

 

Por: Silvio Bermann
Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
×

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios