NOTÍCIAS

Dom Pedrito – Dois júris acontecem na próxima semana

Na próxima terça-feira (18), acontece o júri da ré Cátia Cilene Porto, que foi denunciada pelo Ministério Público por tentativa de homicídio simples. O fato ocorreu no dia 16 de novembro de 2010, por volta das 22h40min, na Rua Leopoldino Dutra Sobrinho, nº 41. 

 

Cátia, em conjunção de esforços e comunhão de vontade de seu filho Joanderson Luiz Porto Correia, por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima teria dado início ao ato de matar Wanderlei Quadros Severo. 

 

Na ocasião, o menor Joanderson, após se desentender com a vítima Wanderlei, dirigiu-se até a casa de um amigo e pegou cinco facas, retornando logo em seguida para a casa de Cátia, local onde se encontrava a vítima.

 

Lá permaneceu com sua mãe consumindo bebida alcoólica. Em seguida o adolescente teve novo desentendimento com Wanderlei, se irritando por que ele havia lhe dito para não passar por seu pátio à noite, ocasião em que Cátia Cilene e seu filho começaram a agredir a vítima, ambos armados de faca, sendo que Joanderson atingiu Wanderlei pelas costas, recurso que dificultou a defesa da vítima. 

 

O delito somente não se consumou pelo fato do irmão da vítima, Valter Quadros Severo, haver interferido, impedindo a acusada e também seu filho de prosseguir com os golpes e também pela polícia ter sido acionada e pelo pronto atendimento médico recebido pela vítima. 

 

Outra sentença será dada na quarta-feira (19), quando irá acontecer o júri dos réus Rodrigo Saraiva Leivas – "Linguiça" e Ederson Saraiva Carvalho – "Salsicha", que foram denunciados pelo Ministério Público por homicídio qualificado. 

 

Segundo a denúncia do Ministério Público o fato ocorreu no dia 15 de maio de 2010, por volta das 22h30min, na Travessa Mércio Marques Cordeiro. Os denunciados, por motivo torpe, mataram, mediante disparo de arma de fogo (não apreendida), a vítima Vando Padilha Dias. 

 

Ao final da tarde deste mesmo dia, os denunciados se desentenderam com Armando Trindade Gomes, amigo da vítima. Posteriormente, a pedido de Armando e na sua companhia, Vando dirigiu-se até a residência de Rodrigo e, ao chegar, foi alvejado com pelo menos quatro disparos, sendo que um deles veio a lhe atingir letal mente. Os réus já são reincidentes.

Setor de Jornalismo: portal@qwerty.com.br

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
×

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios