NOTÍCIAS

Dom Pedrito – A vitivinicultura na Campanha Gaúcha em debate

Muitas são as incertezas climáticas às quais os produtores rurais estão sujeitos a cada ano. Eles enfrentam aumentos da temperatura, redução no número de horas de frio, aumento ou a redução do volume de chuva, geadas, granizo etc.

 

            Os estudos realizados pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) não conseguem fazer previsões em escala nacional e muito menos regional, como no caso do Rio Grande do Sul ou, pior ainda, para a Campanha Gaúcha.

 

            O pesquisador Evaristo Eduardo de Miranda, do Grupo de Gestão Territorial Estratégica da Embrapa,  apresentará algumas tendências observadas no clima do Brasil e do Rio Grande do Sul     durante a palestra de abertura do  IX Seminário de Vitivinicultura da Metade Sul do RS, na próxima quinta-feira (5), no Clube Comercial, em Bagé (RS).

 

            Miranda comenta que determinadas trajetórias climáticas podem afetar a produção de uvas, a qualidade derivada dos vinhos, a incidência de doenças, a adequação das variedades, mas isso não significa, obrigatoriamente, mudanças negativas. “A viticultura pode até beneficiar-se de determinados contextos climáticos”, revela o pesquisador.

 

            Em sua palestra, A vitivinicultura frente às incertezas climáticas presentes e futuras, Miranda irá apresentar alguns resultados sobre tendências na evolução das chuvas na região da Campanha Gaúcha nos últimos 50 anos.

 

            Segundo ele, já existem alternativas tecnológicas para aumentar a sustentabilidade da produção frente às variações climáticas no caso da viticultura, como o uso da irrigação, da eletrificação (cadeia do frio), da mecanização rural, da logística e do seguro rural.

 

            “Eles são um enorme avanço frente às incertezas climáticas, mas o seguro rural precisa garantir a renda do viticultor e não apenas os danos de uma geada, de um evento de granizo ou de seca. Essas ações de desenvolvimento rural beneficiariam todos os agricultores”, comenta.

 

            Também serão parte da programação do Seminário, no dia 5 de maio, palestras sobre o Projeto Desenvolvimento da Indicação de Procedência Campanha para vinhos finos e espumantes, Gastronomia, Enoturismo, suco de uva orgânico e ações para o desenvolvimento da vitivinicultura.

 

            Já na sexta-feira (06), os participantes realizarão uma visita orientada à Guatambu Estância do Vinho, em Dom Pedrito (RS). O IX Seminário de Vitivinicultura da Metade Sul do RS é promovido pelo Comitê de Fruticultura da Metade Sul do RS, Embrapa Uva e Vinho, Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa), Emater-RS/Ascar, Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e Associação de Produtores de Vinhos Finos da Campanha Gaúcha. O público-alvo do evento são empresários, vitivinicultores, técnicos, estudantes e lideranças setoriais e políticas.

 

O valor da inscrição para o Seminário é de R$ 25,00 (Vinte e cinco reais). Mais informações sobre o evento com o Comitê de Fruticultura da Metade Sul – e-mail: comitefrut@gmail.com  ou  telefones: (53)8437-4809 ou (53)8411-3071.

 

 Dia 5

9h – Abertura

9h45 – Palestra de abertura: "A vitivinicultura frente às incertezas climáticas presentes e futuras".

Palestrante: Evaristo Eduardo de Miranda (Embrapa Monitoramento por Satélite)

11h – Painel: Gastronomia e enoturismo.

Moderador: Jorge Luiz Hoffmann (Câmara Setorial daVitivinicultura do RS)

11h – Palestra 1: Gastronomia. Painelista: Jussara Dutra (Palácio Piratini)

11h25 – Palestra 2: Enoturismo. Painelista: Ivane Fávero (Secretaria de Turismo de Garibaldi)

11h50 – Discussão

12h – Abertura da Mostra de Vinhos da Campanha Gaúcha

12h10 – Almoço

14h – Painel: O Projeto Sibratec/Recivitis "Vinhos da Campanha" e a abordagem

tecnológica para vitivinicultura regional.

Moderador: José Fernando da Silva Protas (Embrapa

Uva e Vinho)

14h -Palestra 1 – Indicação Geográfica Vinhos da Campanha – Painelista: Jorge Tonietto (Embrapa

Uva e Vinho)

14h30 -Palestra 2 – Estratégias do Projeto para manejo da planta – Painelista: Henrique Pessoa

dos Santos (Embrapa Uva e Vinho)

15h -Palestra 3 – Estratégias do Projeto para avaliação da qualidade dos vinhos da Campanha-

Painelista: Celito Crivellaro Guerra (Embrapa Uva e Vinho)

15h45 -Intervalo

16h – Ações do Ibravin para desenvolvimento da vitivinicultura- Palestrante: Carlos R. Paviani

(Ibravin)

16h45 – Palestra: Produção de suco de uva orgânico: experiências da Serra Gaúcha e potencial

para a metade Sul do RS

17h45 – Coquetel e degustação de vinhos da metade sul do RS

 Dia 6

9h às 13h – Visita orientada à Guatambu Estância do Vinho (Dom Pedrito- RS)

 

            Fonte: Embrapa Pecuária Sul – Bagé/RS

            Por: Fernando Goss – MTb 1065/SC e Manuela Bergamim – MTb 1951/ES

            Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
×

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios